Taça Rio de 1999

Foi em 1999 que vi Edmundo em ação, tornando-se meu eterno ídolo
Troféu é troféu. Se está no site oficial do Vasco como título, tenho que fazer uma postagem a respeito. Porém, entendo que a Taça Rio, seja um troféu de uma conquista, assim como aqueles amistosos valendo taças ou daqueles torneios como o Troféu Ramon de Carranza. Porém, o campeonato estadual, em sua história, além do título real, promove duas taças, o que no fim, o campeão diminui as conquistas dos vencedores de taça Guanabara e/ou taça Rio.

Mas, se está na galeria de troféus de São Januário, temos que respeitar, não é mesmo? Em 1999, foi o ano que comecei a dar mais bola para o futebol. Era minha adolescência chegando, sendo o único vascaíno de casa, por opção própria, já que tinha um pai e irmão gêmeo tricolores e um avô que morava na outra rua que também torcia pelo tricolor das laranjeiras. Também foi o ano que vi o Vasco ser campeão do torneio Rio-São Paulo na casa deste avô, que Deus o tenha agora (ele faleceu em janeiro deste ano, 2016).

Foi neste ano também, que começariam as influência de capitão Léo na FERJ, manipulando resultados para transformar o Flamengo, um time "maior que o Vasco". O objetivo dele era dar ao roubo-negro, o maior número de títulos estaduais e maquiar a imagem do cruzmaltino para fora do Brasil, já que nesta época, o Vasco era um dos times mais fortes do Brasil, enquanto seu projeto de rival, continuava medíocre.

Na primeira fase (Taça Guanabara), o Flamengo ficou em primeiro lugar nos pontos corridos, enquanto nosso Vasco, em segundo. Já na Taça Rio, as posições mudaram. Veja só, o Flamengo foi campeão em cima do Vasco apenas no sufoco: a final era feita pelos campeões da Taça Guanabara e Taça Rio. Foi decidida em dois jogos, no primeiro, empate por 1x1 e no segundo, vitória do lixo do Rio de Janeiro por 1x0, feito pelo meu xará (Rodrigo). 

Lembro como se fosse ontem, era festa de um primo meu flamenguista, que ficou todo feliz por comemorar aniversário ganhando do Vasco. Eu ainda era garoto, mas não tirei a camisa do Vasco na ocasião, afinal, foi apenas uma vitória suada e isso acontece em qualquer competição.

O mal perdedor, é aquele que não sabe aceitar a derrota (falo derrota, quando é feito de modo justo - ninguém é obrigado a aceitar seu adversário usar trapaças para vencer... e com o Flamengo, isso acontece todo o tempo). Como por exemplo, no ano de 1998, aonde o Flamengo não compareceu o jogo, fazendo o Vasco vencer por WO só pelo fato de que o cruzmaltino já era campeão. Sem falar também do chororô de 2003, onde o Vasco foi campeão da Taça Guanabara e o Flamengo ficou em segundo... imagina só o choro que deu!

O jogo contra o Flamengo (na consolidação do título da Taça Rio de 1999) era o último do turno, por isso, tinha cara de final. O Vasco venceu o menguinho por 2x0 e levou a taça...


Alguém pode me perguntar: Porque você está falando de uma taça, na qual, o Flamengo ganharia o Vasco no restante do campeonato? 

Acho que como o site do Vasco reconhece este troféu, como torcedor, também devo reconhecê-lo. Está certo que foi desagradável, mas a vida segue. O primeiro jogo de futebol profissional do Vasco, foi uma surra de 10x0 do Paladino, e você acha que devemos sempre usar isso como padrão? 

A vida segue, as coisas ruins, são experiências para não serem mais repetidas. Lembrar de 1999, é lembrar da minha adolescência, do meu início de amor verdadeiro ao Vasco. Coisa que até agora (no ano que essa postagem foi escrita, em 2016) os mais jovens, não pegaram o sele-vasco que eu peguei. Torcedores modinhas dizem torcer por um clube só quando ele está por cima, torcedores de verdade, conhece a história do seu clube. 

Para mim, foi uma conquista inesquecível, apesar do Vasco não ter sido campeão estadual naquele ano.

Veja também a postagem no nosso blog-irmão, o Blog Anti-Flamenguista

Nenhum comentário

Vascaínos na Web. Tecnologia do Blogger.