Com oportunidade, Leandrão faz a diferença e garante a vitória do Vasco fora de casa

Bom dia, amigos vascaínos. A saga continua!

Agora são 34 jogos de invencibilidade, algo que eu nunca tinha presenciado em toda a minha vida.

Creio que o resultado do último jogo, tenha mexido com opiniões!

Falo isso, porque ontem estava no site da Super Vascaínos (uma rede social para torcedores do Vasco) e vi gente dizer, que nosso atual time é fraco.

Pera aê! Fraco? Parece piada. Na internet, é comum encontrar opinião bizarra, já que todos podem comentar livremente o que pensam. Mas chamar algo de fraco quando o mesmo fica 34 rodadas sem perder, o que eu tenho a dizer sobre isso?

Aí vem o 'anti-vascaíno' para tentar me trolar e diz: "Tantos jogos sem perder porque está jogando a série B e o estadual!"

Errado, meu amiguinho. A invencibilidade vem desde o ano passado com times de série A. Na época, nosso time era ainda, MUITO MAIS FRACO QUE ESSE. Sem falar que, se fosse uma marca só com resultados de jogos de série B e carioca: clássico conta? Afinal, vencemos todos os grandes do Rio. Me diz aí, um time grande que jogou a segunda divisão e ficou tanto tempo invicto? É muito raro encontrar (se é que existe). 

Por isso, resolvi dar minha opinião sobre o comentário de um desconhecido na internet. (Time do Vasco fraco, era só o que faltava...)

E como foi a partida? 

Como eu sou distraído, fiquei no computador jogando card game online e me esqueci do horário do jogo. Quando me lembrei, a partida já estava nos 35 minutos do primeiro tempo. Como Thalles estava cumprindo suspensão, Jorginho queria dar uma chance a Leandrão, homem que assim como Riascos ano passado, não rendeu no clube.


É aquele negócio que eu já falei aqui, Jorginho tem uma água que dá pra esses homens que melhoram seu desempenho da água pro vinho. Foi assim com Riascos, Jorge Henrique e companhia. Já que a torcida estava feliz por não contar com Thalles neste jogo, era tudo o que o Leandrão precisava para mostrar o que sabe.


Na postagem do último jogo, disse que tinha gostando da atuação dele. Assim como Riascos, também acredito que ele possa tomar seu lugar (afinal, ele foi contratado para ser o goleador do time, numa época seca de gols em 2015). Como não tinha rendido (devido a pressão do ano passado), agora tem a oportunidade de se encaixar como uma peça de Lego nesse time já definido. Se for o caso, acho que será bem melhor assim, o time economiza e se preocupa com outras coisas.


Preocupação agora, é o próximo jogo: não teremos Nenê, que levou cartão amarelo por reclamação. Os caras pegaram ele reclamando lá da China e o quarto árbitro foi lá avisar só para amarelar o cidadão. Levou porrada o jogo inteiro e não era nada. Assim como a arbitragem tem ajudado o Flamengo na série A, tem ferrado com o Vasco (como sempre), na série B. Eu acredito que não será um jogo difícil, mas também, não digo que será goleada! O lado bom, é que Nenê vai poder dar um descanso,

O jogo mesmo que eu espero, é o confronto contra o Santa Cruz pela Copa do Brasil. Quando saiu o confronto com o mesmo, o adversário era líder da série A e até deram para eles, o mando do segundo jogo. Agora, o panorama é totalmente diferente, mesmo assim, estou louco para ver o que vai rolar. Pela situação do Vasco hoje, qualquer vitória em cima dos times da série A na Copa do Brasil, vai causar um choque. Se isso prosseguir (coisa que eu espero), vão começar a temer o Vasco, porque times com longas sequências de vitórias, são temidos por adversários.

Nenhum comentário

Vascaínos na Web. Tecnologia do Blogger.