Carlos Germano

Acredito que ele é o goleiro que mais venceu vestindo a camisa vascaína e também foi o primeiro goleiro do time que acompanhei quando comecei acompanhar futebol. 

O jogador ficou tanto tempo no Vasco, que eu, ainda criança reclamava que ainda estava lá - pois o time dos meus amigos já tinham trocado vários goleiros diferentes ao passar dos anos e o do meu time não (bobagem de criança).

Para os que não viram o goleiro jogar, saibam que ele foi revelado pelo próprio Vasco, jogando profissionalmente no mesmo time de 1990 a 1999 - sendo que em 1997, ele se destacou como o melhor goleiro do campeonato brasileiro deste ano; Sua saída ocorreu por um "briga" por causa da renovação do seu contrato e por isso não disputou o Mundial de Clubes da Fifa (em 2000 - quando o goleiro titular já era o Elton). 

O goleiro jogou no Santos por um ano e depois jogou pela Portuguesa; em 2002, foi jogador do Botafogo (ganhando até destaque) - mas infelizmente, o time foi rebaixado naquele ano (mesmo assim, o goleiro era um dos poucos jogadores bons daquele fraco time). Em seguida, jogou pelo Paysandu para depois voltar para a sua casa: O Vasco da Gama. Ficando só seis meses e indo jogar pelo Madureira.

Coisas sobre Carlos Germano:
  • Atingiu a marca de 933 minutos sem levar gols (entre 24 de novembro de 1991 a 27 de setembro de 1992)
  • Recusou duas vezes em jogar no Flamengo
  • Trabalha como treinado de goleiros do Vasco hoje

Títulos
  • Campeonatos cariocas: 1992, 1993, 1994 e 1998
  • Taça Guanabara: 1992, 1994 e 1998
  • Taça Rio: 1992 e 1993
  • Campeonato Brasileiro 1997
  • Copa Libertadores da América 1998
  • Torneio Rio-São Paulo 1999
OBS: não inclui os títulos pessoais e passagens da seleção brasileira - só as passagens pelo Vasco.

Nenhum comentário

Vascaínos na Web. Tecnologia do Blogger.