Com gol de Nenê, Vasco vence mais uma mas será que convence?

Depois da derrota por 3x1 pro Botafogo (na qual, nem fiz postagem) não estou muito contente com o atual time do Vasco. Afinal, o que adianta vencer todas dentro de casa, mas levar uma surra quando joga fora?

Acredito no trabalho do Milton, mas não engoli a derrota pro anão do Rio. Um time da grandeza do Vasco, ter uma defesa mais vazada até que o lanterna, podemos concluir que só está onde está, graças ao apoio da torcida, fator essencial para vencer 90% dos jogos em casa. Hoje mesmo, foi mais um exemplo: estádio lotado, apoiando contra o fraco time do Atlético Go, na qual, vencemos por um placar mínimo.

Não quero criticar meu time, é sério. Fiz muito isso nas últimas temporadas em meu blog, mas fica difícil. Quando eu vejo Thalles parasita jogar, mesmo com opções melhores, é difícil não surtar. Ouvi fontes dizendo que isso tem haver com empresários, o que explica o motivo desse pereba ter oportunidade enquanto peças muito melhores, são vendidas a times de menor expressão.


Só pude acompanhar os últimos cinco minutos na rádio (11 da manhã no domingo é demais pra mim!), por isso, não posso dizer o que eu achei dos jogadores. A única coisa que eu tenho pra falar, é que Mateus Pet não está indo bem, eu venho achando isso a muito tempo - por mim, ele não deveria ser titular. Se fosse dar uma chance, eu colocaria Caio Monteiro no ataque, mas seria um esquema 4-4-2, o único que eu usaria (afinal, é o esquema que eu sempre uso em todos os jogos de videogame de futebol por parecer perfeito para mim!).

Desde que esse blog existe, tem uma coisa que vem me chateando. O Vasco ultimamente, sempre teve um ataque fraco. Neste ano, com a presença do Fabuloso, muita coisa melhorou, mas ainda está longe de voltar a ser o Gigante da Colina - principalmente, por ter a pior defesa já no início do campeonato. Um time que vem se acostumando a levar goleada, mas que, curiosamente, não aplica goleada em ninguém. Por isso que está na situação que está, como pior defesa. A coisa ainda piora, quando vem parasitas como Thalles e Muriqui, que jogam merda nenhuma e ainda ganham oportunidades. Outro motivo, do porque não venho postando ultimamente, só em dias de jogo.


Desanima muito, é sério. Você ter um blog falando da paixão sobre seu time, mostrando fatos do passado, goleadas e jogos históricos, sendo que o que você tem hoje, não é nada daquilo. O Vasco do Eurico, parece aqueles mulheres velhas feias de hoje, que ficam lembrando no passado quando era belas (não estou dizendo que as mulheres de idade são feias, mas algumas que eu conheço, que não são a maioria, não são agradáveis aos olhos mas de mal cuidadas, se sentem).

O pior ainda, é ver torcedor compartilhando tempos de glória do time, como se fosse funcionar nos dias de hoje. Nossa história, por mais que seja a mais linda do futebol, queima na fogueira quando o time do Eurico leva goleada pro Avaí, por exemplo.

Eu sempre espero o melhor pro Vasco, até nesse brasileiro. Mas a fé que eu tinha, foi abalada. Até o dia, em que, Milton fazer esse time vencer fora de casa - até então, considero esse time como os outros que disputaram a série A. Vencer dentro de casa é obrigação, mas pontuar fora, é algo essencial até para quem briga para não cair, ou seja, não adianta vencer todas aqui e perder todas nos campos dos adversários.

Nosso próximo adversário é o Coritiba, time que está desde o início do torneio, entre os primeiros da tabela. Se conseguir empatar, aí vou ter outra cara dessa equipe - se não, continuarei o mesmo pensamento. Lembrando que após este jogo, pegaremos o menguinho em casa (ou seja, a zoeira vai ter que ser pior daquela que fizemos contra o Fluminense)

Boa semana a todos!

Nenhum comentário

Vascaínos na Web. Tecnologia do Blogger.