De virada: Vasco vence Resende por 2x1 pela terceira rodada da Taça Guanabara

Alô, caros vascaínos do blog. Desta vez, por mais que tivesse muita coisa pra falar, vou resumir  a postagem a mais curta possível. Primeiro, porque não gosto de ficar comentando contra jogo de time de menor expressão (me perdoe, torcida do Rezende). O que eu vou realmente comentar, e a leve melhora que o clube apresentou nesta partida.



Inicialmente, tomamos um susto. Logo no início, os homens vieram com tudo e perderam duas oportunidades até abrirem o placar aos nove da primeira etapa. Meu irmão gêmeo, que é tricolor, já aproveitou a oportunidade de criticar o meu time. Cara, todo mundo gosta de criticar o Vasco! Essa foia resposta que dei. Apesar de estar abaixo do seu adversário pós-gol, tinha a certeza de que o Vasco venceria esta partida de virada.

Cristóvão pode não ser um bom treinador, mas agora, afim de evitar mais um rebaixamento, o Vasco pela primeira vez em três anos (ou na história deste blog), finalmente está começando a montar um time competitivo. Até o Escudero, que o pessoal pegou muito no pé no jogo passado, fez seu primeiro gol com a camisa cruzmaltina.

Vou falar a verdade pra você, mesmo com a certeza de que o Vasco venceria o jogo, não nego ter ficado preocupado quando o Rezende atacava. Só quando empatamos, no início do segundo tempo, que fiquei mais tranquilo. O adversário não se entregou em nenhum momento. 

Parecia que para eles era o jogo do ano. Só reparar o quanto eles ficaram nervosos ao tomar o gol da virada, feito pelo jogador que eu não gosto e que pra mim, não fez mais do que obrigação. Atacante vive de gol, se não marca todo o jogo, não é atacante. Por falar nisso, Muriqui entrou meio tímido na minha opinião, mas depois já mostrou ritmo. Ainda falando os reservas que entraram em campo, Jean foi o que eu mais me empolguei.


Rapaz, se dé mole, ele entra como titular nesse time. Também, foi a primeira partida deste ano, que o Vasco venceu alguém só com gols de bola rolando (não que só fazer gols de bola parada seja ruim, o próprio mito Juninho Pernambucano, comentarista da Globo, afirmou isso: que o Vasco tem uma bola parada muito boa). 

Já os titulares, não gostei da atuação do Alan e achei o Evander, muito fominha. 

Parabéns também ao Escudero, que com a saída de Alan, teve que assumir a lateral e não ficamos atrás. Nenê e Martín Silva são outros mitos que merecem elogio, o primeiro, parece um garoto, corre o campo todo; o segundo, o mito, marcou o jogador do Rezende até a lateral e ainda conseguiu um falta, mas que homem maravilhoso.


Agora, o que eu mais fiquei empolgado em campo, foi Pikachu. Aleluia!

Deram chance pro cara e o rapaz está demonstrando serviço. Fazendo jogadas individuais, dando bons passes e sendo um lateral muito melhor que Madson. Não sei se você reparou, a muitos anos, você não vê os caras fazendo esses tipos de jogada, partir pro drible, inverter jogada para confundir o adversário. Não estamos com o time completo, mas já estamos no caminho certo. 

Parece que é pouco, vence o Rezende por 2x1 jogando em casa. Para mim, é mais o que o suficiente.Os times pequenos do Estadual, servem para formar a base dos maiores do Rio.

O Vasco está encontrando seu time ideal, nada mais natural, que vença tais adversários como esse para se encontrar. Infelizmente, Thalles continuará como titular, a não ser que abra espaço para Kelvin, e pelo o que a torcida já caiu nas graças dele, isso poderá acontecer.

Nenhum comentário

Vascaínos na Web. Tecnologia do Blogger.