Título do campeonato carioca de 1945


Depois de quase uma década sem ganhar um campeonato estadual, o Vasco novamente conquistaria o título após nove anos.

Em 1936 (última conquista estadual do Vasco até então), o cruzmaltino teve que jogar em outra liga, por causa da rixa de Flamengo e Fluminense em relação ao nosso querido Vasco  da Gama, na velha história de que nosso clube era proibido de jogar por ser "diferente" (acho que vocês já compreendem a situação).

Praticamente, dez anos depois, a sociedade já tinha mudado um pouco os seus conceitos. Desta vez, o Vasco ganharia o estadual jogando por uma só liga, com todos os "grandes do Rio" envolvidos. Ganhou de maneira invicta, com uma rodada de antecedência, mas como sempre, a mulambada tentou estragar a festa.


Assim como nosso primeiro título, em 1923, o Flamengo, que ficou em terceiro lugar, quis mais uma vez, estragar a festa Vasco por meio de jogo sujo. É como eu falo aqui, pra eles, não importa se for roubado, desde que sinta o gostinho de prejudicar o Vasco. Parece aquela mina feia que tem inveja daquela moça bonita e faz de tudo para destruir a auto-estima dela. O Flamengo é assim, e a história está aí pra provar.

Richa com o Flamengo e o quebra-pau de 1945
Antes da última partida do já campeão Vasco da Gama, contra o projeto de rival (Flamengo). O Vasco tinha sido campeão de remo, então, o presidente do Vasco na época, o senhor Cyro Aranha, propôs o time entrar em campo (na Gávea), com a faixa de campeão do remo. 

Imagina só, como a torcida e todo o lixo rubro-negro ficou: uma fera. O Vasco já era campeão das duas competições, e desta vez, no futebol, o máximo que eles chegaram foi o terceiro lugar. Como ninguém esperava, o projeto de rival já estava 2x0 e tudo indicava que seria assim, até que como o Vasco é o time da virada, empatou a partida. 

É aí que vem o jogo sujo, certo de que viria a virada e que veria o Vasco comemorar título vencendo os mesmos em um torneio conquistado de forma invicta, aproveitaram-se da expulsão do seu próprio jogador, chamando Binguá, para criar uma confusão entre dirigentes e torcedores do Flamengo no objetivo de encerrar a partida (EMPATAR ROUBADO É MELHOR DO QUE PERDER! isso é o que eles pensavam.)

A confusão foi tão feia, que a torcida do Vasco presente, entrou na briga. Ambos arrancaram os tijolos do muro do "estádio" e começou a guerra. Por isso que esse jogo foi conhecido como a Batalha dos tijolos.

A partida foi suspensa, faltando 19 minutos para acabar. No fim, quando ele foi jogada (dois dias depois) no estádio da rua Álvaro Chaves, o resultado terminou empatado. (O Vasco já tinha comemorado o título, então, qual a motivação para tentar fazer um gol no lixo do Rio de Janeiro em 19 minutos?). Assim, o Vasco foi campeão vendo um Flamengo destruir seu próprio campo, só para não ter o desprazer de perder pro Vasco, que vergonha!

Nenhum comentário

Vascaínos na Web. Tecnologia do Blogger.