Após substituição de Thalles, Vasco arrasa Vila Nova e assegura invencibilidade

É a mesma coisa que eu venho repetindo nas postagens: "O time que depende de Thalles para alguma coisa, não chegará longe." Dito e feito! Em um jogo onde Jordi se destacou mais uma vez, foi decidido com uma substituição óbvia. Antes de começar a partida, postei no Facebook:


Nenê como sempre, um monstro. O cara jogou tanto que marcou até um golaço de falta (acho que o primeiro desde que chegou ao Vasco). Jorge Henrique, é outro que eu estou gostando de ver jogar, mas, também não podemos contar com seus gols. Pelo menos, ele faz algo em campo, bem diferente de Thalles. Éder Luiz, é outro que anda vacilando, mas a gente pode confiar sempre! Não é porque ele está atuando mal algumas vezes, que sempre ficará assim. Sempre acontece algo que ele se destaca, surpreende e colabora para o bom momento da equipe.

Yago Pikachu também é outro que está evoluindo. Sobre os demais, cada um cumpriu seu papel. Mas gostaria de dizer, que ficar contando com Thalles o jogo inteiro, é furada. Não imaginava que esse time houvesse atacante. Assim que o jogador saiu, sabia que o time iria marcar gols. Não levou 3 minutos para marcar um pênalti e depois, Nenê aplicar aquele golaço de falta.

Outra coisa que falo sobre a série B, é essa arbitragem. Vai ser assim todo jogo, meu irmão? Todo maldito jogo, tem pênalti não marcado pro Vasco. Ainda tem uma confusão entre Nenê e um jogador do Vila, que fez o juiz amarelar todo mundo incluindo um cartão vermelho para Diguinho, que estava lá para separar os brigões. Parece que a influência do presidente do projeto de rival, manda os árbitros não marcarem pênaltis pro Vasco, só se for uma situação que não tem como não marcar, como foi hoje. Confira os melhores momentos do jogo feito pelo canal Vascão Zoeiro.


Com isso, o Vasco chegou a 30 jogos de invencibilidade. Só que eu quero mais, quero que Eurico arrume logo esse atacante porque Nenê não é perfeito. Pois, depender de Thalles como principal atacante, é uma baita de uma burrice.

Nenhum comentário

Vascaínos na Web. Tecnologia do Blogger.