Porque o Vasco ainda tem chances na Libertadores

Vasco 0 x 1 Universidad de Chile
O que aconteceu nessa estreia foi um acidente, porém, ainda não é o fim do mundo. 

Creio que 100% dos vascaínos após o jogo, acreditam que o time do Vasco é fraco. Não lhes tiro a razão, mas decidir reservar essa postagem para apresentar minha opinião, a cerca do que aconteceu nessa noite.

Será mesmo que foi erro do Martin? (eu acho que sim!).

Será que isso encerra nossa participação na Libertadores? (com certeza não).

O futebol é algo que não se pode julgar pelo elenco, mas sim, pela vontade dos seus indivíduos. Estar certo que ninguém quer iniciar um torneio continental tão difícil perdendo em casa, mas são detalhes que acontece. Após o jogo, tive muitas opiniões negativas a cerca da equipe mas ao pensar com mais calma, entendi que a derrota nasceu por causa do nervosismo dos jogadores. 

Se lhe disser que essa derrota valeu mais que a vitória?

Hoje eu percebi que os jogadores e diretoria estão pressionados com o ano de 2018, e por isso, estão cogitados a ganhar a libertadores. Tal obrigação unida a ansiedade, podem ser o que se tornou nesse lixo de jogo que acompanhamos. Perder para um time dessa magnitude, é sim, um bom sinal para acalmar os ânimos e dizer: "não somos os protagonistas do torneio, temos que fazer por onde."

Isso ligaria o mesmo sinal de alerta que o clube teve ao estrear na fase pré, cujo surpreendeu a todos, incluindo a torcida. Acredito que a derrota hoje, forçará a diretoria a repensar em muitas coisas, como por exemplo: dar um passo de cada vez. (Percebi tal pressão quando vi jogadores dizerem algumas vezes: "queremos chegar longe na libertadores"). Agora, o jeito é esfriar a cabeça e torcer para que o presidente Judas tenha mais pé no chão e entenda, que o elenco é limitado - o que não quer dizer nada se encontrar um ótimo esquema tático.

Sobre o jogo, o Vasco perdeu não só pelo nervosismo, mas sim, pela burrice do técnico em tirar o Desábato para por o Andres Rios (que é um atacante que não faz gol, tipo o Herrera ou Jorge Henrique). Também em insistir com Evander e deixar Paulão no lugar de Ricardo, além do esquema tático todo recuado com um time que só jogava na defesa - queriam o que? Pode ser que a pressão do presidente possa fazer o treinador optar em não tomar gols, o que também esquece de por a equipe para a frente.

Está certo que o futuro da Libertadores pode ser definido no próximo jogo, assim como foi na partida contra o Jorge Wilsterman - onde o protagonismo some e obriga a todo elenco que se querem chegar na libertadores, eles devem fazer por onde. Agora, é esperar para ver - pois não sei o que o Zé Ricardo vai agir a partir de agora, pois acredito que dificilmente São Januário terá um bom público se o jogo não virar para o nosso lado.

O blog ainda não voltou, mas usei esse espaço para dar minha opinião sobre o que aconteceu hoje.

Nenhum comentário

Vascaínos na Web. Tecnologia do Blogger.