A retrospectiva 2015: Indiretas & Falácias de Eurico Miranda

O ano de 2015 no futebol já passou. Um fim de ano diferente do que eu esperava! Antes de iniciar a temporada, escrevi uma postagem onde dizia o que eu esperava do time naquele ano. Se especulou muita coisa no início da temporada, Thiago Neves poderia ser o novo atacante do time! 

Além do atacante que jogou em terras de Flamengo e Fluminense, cogitou-se em São Januário a vinda de um lateral paraguaio, que disputava ser contratado por três times (Flamengo, Grêmio e São Paulo). Enquanto procurava-se por reforços, alguns jogadores tiveram o desejo de continuar no Vasco, como no caso do nosso goleiro Martín Silva e do meia Douglas. Apenas Martín ficou!

Como Eurico Miranda ganhou as eleições presidenciais e assumiria o time, é lógico que não haveria mais apitos amigos para o lixo da Gávea, por isso, o ídolo Marcelo de Lima Henrique, "trocou a FERJ" pela federação de pernambuco (como se eu não soubesse o porque). Nesse tempo, Rodrigo Caetano (diretor de futebol) deixou o clube. Enquanto Eurico Miranda fazia projetos para sua gestão, Joel Santana, treinador que comandou o time até dezembro de 2014, foi cogitado a ser o novo técnico do Botafogo.


Bem no início do ano, começou a saga "Léo Moura". Um dos únicos ídolos (ídolo forçado) do lixão da Gávea, procurou o próprio presidente do Vasco para vestir nossa camisa. A princípio, teríamos um ex-jogador do Flamengo no Vasco (Léo Moura) e um ex-jogador do Vasco, no Flamengo (Kleber Gladiador). Fora isso, as diretorias estavam esboçando um "torneio de Verão". A princípio, era só um amistoso, até que se tornou torneio.

Como é muito trabalhoso rever um ano inteiro, confira uma matéria do Lance que mostra em poucos minutos de como o Vasco foi do céu ao inferno em 2015.

Nenhum comentário

Vascaínos na Web. Tecnologia do Blogger.